2466: Curgete Recheada com Miolo de Ameijoa

ingredientes

Ingredientes:

– 200 g de Miolo de Ameijoa
– 1 curgete
– azeite q.b.
– 100 g de cebola em cubos
– 3 dentes de alho
– 200 g de tomate em cubos
– 1 cubo de tempero alho e coentros
– queijo ralado Mozzarella q.b.
– salsa fresca picada q.b.
– flor de sal e pimenta de misturas q.b.

cook-check

Preparação:

01.- Descongele o Miolo de Ameijoa. Corte a curgete ao meio no sentido longitudinal, retire o interior com a ajuda de uma colher deixando aproximadamente ½ cm de espessura nos lados.

02.- Unte o interior com um fio de azeite, tempere com uma pitada de sal e pimenta moída na altura e leve ao forno a 180°C por 20 minutos, (dependendo do tipo de forno).

03.- Entretanto, coloque um tacho ao lume com o azeite, o cubo tempero, a cebola, o alho e deixe refogar até a cebola ficar macia. Adicione depois o tomate, a salsa e deixe cozinhar durante 5 minutos. Adicione depois a polpa da curgete bem picada, tempere com sal e pimenta e deixe cozinhar mais 10 minutos, mexendo de vez em quando. Junte o Miolo de Ameijoa, previamente cozido, envolva e desligue o lume.

04.- Recheie as duas metades da curgete com a mistura anterior, regue com um fio de azeite, polvilhe com o queijo ralado e leve a gratinar. Sirva de seguida com batatinhas assadas.

– Esta receita deu para 4 doses, ou seja, metade de cada metade da curgete satisfaz uma pessoa. Assim, no dia seguinte, utilizámos a outra metade de véspera e apenas assei no convector de halogéneo batatas em gomos pré-fritas, temperadas com uma pitada de sal, azeite. alho moído, pimentão-doce e ervas aromáticas. O resultado, no slideshow publicado a seguir.

000-tempo-transp± 35′   000-econo-transp económico   000-dific-transp fácil

Reportagem foto/vídeo:

Nota do Apok@lypsus:

– Uma preparação Apok@lypsus, baseada e adaptada de uma receita publicada no site Pescanova.

© 20.Out.2018

cropped-logonew03_transp.png

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.